Editores da Wikipédia se pronunciam sobre pedido de eliminação do artigo do Ministro da Educação

No dia 1° de julho deste ano, um editor da Wikipédia em portuguẽs informou publicamente à comunidade de editores sobre um e-mail da assessoria de comunicação do Ministro da Educação Abraham Weintraub que solicitava a eliminação do artigo do ministro. De acordo com o e-mail, o artigo continha “informações não confirmadas” pelo biografado, o que poderia levar a “interpretações dúbias”, sendo esta a justificativa para exclusão.

592px-Abraham_Weintraub_em_maio_de_2019

Abraham Weintraub, Ministro da Educação do Brasil, maio de 2019. Imagem de: Pedro França/Agência Senado

Preocupada com as consequências do pedido, a comunidade decidiu se pronunciar sobre ele, expondo um comunicado com mensagem elaborada e aprovada por um conjunto de editores.

No texto, a comunidade esclarece que tal pedido não faz parte do procedimento regular da Wikipédia e reforça a ideia de que os artigos da enciclopédia apenas reproduzem informações já publicadas em outras fontes consideradas de boa reputação e ampla visibilidade, não cabendo nem aos editores por si só, nem ao biografado a decisão final, mas cabendo ao que é definido em regra.

Segue abaixo o texto do comunicado:

Em 27 de junho de 2019, recebemos da Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Educação do Brasil uma solicitação para que o artigo do ministro Abraham Weintraub na Wikipédia fosse excluído. A justificativa era a suposta existência de “informações dúbias” no artigo.

Nos últimos dias, diversos veículos da mídia divulgaram essa solicitação e, nesse contexto, esclarecemos:

  • Os projetos Wikimedia, em especial a Wikipédia, são construções coletivas, em que toda contribuição de boa-fé e de acordo com suas regras é bem-vinda. É com esta metodologia de trabalho, baseada na colaboração e no voluntariado, que construímos esses projetos, que figuram entre os mais acessados da internet.
  • A Wikipédia não é uma rede social em que os biografados decidem sobre a permanência ou não de seus artigos. Todas as biografias devem cumprir com os critérios de notoriedade da enciclopédia e estar de acordo com outras premissas, como a verificabilidade e a imparcialidade do conteúdo. Artigos na Wikipédia devem reproduzir apenas o que é publicado por fontes reputadas e notórias. Nenhum editor pode apagar um artigo que esteja de acordo com os critérios e regras da Wikipédia sem passar pelo crivo da comunidade.
  • De forma rotineira, recebemos alertas sobre problemas nos artigos da Wikipédia e buscamos corrigi-los. É indicado, em caso de eventuais problemas, que estes sejam claramente expostos, possibilitando assim ações efetivas.
  • Proteções em artigos são um mecanismo comum, especialmente em situações em que artigos são alvo de reiteradas edições problemáticas. O artigo do ministro Weintraub, por exemplo, foi protegido em 2 de junho de 2019 por este motivo.

Feitos esses esclarecimentos, aproveitamos para convidar os integrantes do governo brasileiro e os jornalistas interessados nesse caso, e a população no geral, a conhecerem mais a Wikipédia e a contribuírem com a qualidade e difusão do conhecimento livre.

Comunidade de editores da Wikipédia em Português
 

O Estadão publicou reportagem informando ter entrado em contato com a assessoria de comunicação do MEC e que esta confirma a veracidade do pedido. Apesar disso, ainda resta esclarecer quais exatamente são os possíveis erros no artigo que justificariam a eliminação.

A Wikipédia preza pela veracidade e imparcialidade do conteúdo. A informação relacionada a biografia de pessoa viva é levada com maior seriedade em comparação com outros temas, sendo exigido um maior cuidado com o que é dito e uma comprovação completa com uso de fontes de confiança. Havendo qualquer falha na neutralidade ou veracidade da informação, o recomendado é que a informação problemática seja retirada e que o conteúdo válido se mantenha. A exclusão de toda informação do artigo, incluindo a informação não controversa, é portanto, fora que qualquer procedimento de rotina da comunidade, o que poderia ser feito apenas se o ministro não fosse notório o suficiente para constar como verbete.

O que se espera é que isso não seja um movimento com intenção de censurar a Wikipédia ou dificultar o acesso a informação publicada sobre o ministro. Como qualquer biografia de figura pública imparcial, é possível que haja informações negativas com as quais o biografado não concorde, porém, havendo comprovação por fontes e relevância enciclopédica, não há razão para remover um fato do artigo.

O Ministro da Educação é convidado a se pronunciar sobre seu artigo e a informar qual parte do conteúdo é contestada. É de interesse da Wikipédia prover informação imparcial e alinhada aos fatos. Qualquer conteúdo difamatório, não enciclopédico e não comprovado por fontes deve ser retirado.

Anúncios
Publicado em biografias, Brasil, Educação, Liberdade de expressão, Política | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Venezuela bloqueia acesso à Wikipédia

Tem sido reportada a perda do acesso à Wikipédia por diversos usuários na Venezuela.

Através de jornais do país, Twitter, contato direto com usuários venezuelanos, pode ser constatado que, de fato, houve perda do acesso desde o dia 11 de janeiro.

O acesso teria sido suspenso pela CANTV, empresa de telecomunicações estatal venezuelana, a maior do país.

A Wikimedia Foundation, fundação que mantém os servidores da Wikipédia e outros projetos relacionados, informou em seu Twitter que está apurando o ocorrido, apesar de identificar que a Wikipédia ainda está disponível a muitos usuários na Venezuela.

Registro da NetBlocks apontando interrupção do acesso.

Acredita-se que a causa esteja relacionada a uma “guerra de edições” entre editores na qual alguns inseriam a informação de que Juan Guaidó (cujo artigo na Wikipédia em espanhol saltou para quase 200 mil visualizações num dia) seria o presidente da Venezuela, eleito pela Assembleia Nacional, enquanto que outros inseriam que Nicolás Maduro seria o presidente. O artigo foi protegido por administradores, para evitar novas edições, procedimento que é geralmente realizado nesses casos até que haja consenso sobre qual informação deve ser publicada.

Neste exemplo de edição , pode ser visto um texto retirado por um usuário por ser considerado controverso, a fim de evitar maiores conflitos.

Cabe lembrar que o conteúdo da Wikipédia é inserido por voluntários. Sempre que há algo controverso, eles devem usar a discussão dos artigos e dialogar sobre qual o conteúdo adequado a ser inserido de acordo com as fontes existentes sobre o tema.

Como em todo assunto de grandes repercussões e divisões, existe o interesse por diferentes grupos em expor a sua verdade, o que, no momento, parece indefinido e requer maiores esclarecimentos. De toda forma, restringir o acesso à informação compromete o entendimento dos fatos pela população, o que não faz parte de qualquer regime democrático. A ver se a situação na Venezuela melhora tanto na política quanto no acesso à informação.

Publicado em Liberdade de expressão, Política | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Paulo Freire e edição controversa de IP do governo

Confira o meu comentário sobre a edição feita por um IP da Serpro, instituição ligada ao governo, no artigo de Paulo Freire na Wikipédia.

Aproveito o caso para falar um pouco sobre a interface da Wikipédia e as páginas associadas ao artigo, em especial o histórico de edições.

Deixe seu comentário!

 

Publicado em Brasil, Educação, Imprensa, Política, Vídeos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

A política brasileira e seu reflexo na Wikipédia

A Wikipédia é acessada por pessoas ao redor do mundo que buscam informação sobre os mais variados temas. A procura por artigos na Wikipédia, em grande parte, está diretamente relacionada com aquilo que está acontecendo no momento. Quer dizer, se algo acontece de forma a atrair o interesse de uma população em geral, esse interesse é traduzido através do aumento da busca por esse algo na Wikipédia. Por exemplo, na morte de Michael Jackson em junho de 2009, houve um aumento em quase 10 vezes na procura pelo artigo, saindo de 35 mil para mais de 310 mil num só dia.

 

 

Seguindo esse fato, é possível ter ideia da popularidade de algo através da quantidade de acessos de seu verbete na Wikipédia. Se algo está sendo muito comentado num período, certamente os acessos aumentarão e isso acaba sendo uma utilidade (por sinal, pouco explorada) dos artigos da Wikipédia, que é a de mensurar o quanto uma coisa chama a atenção das pessoas. De maneira análoga, aquilo que causa menos interesse tende a ser menos procurado.

Como pode ser visto no link abaixo, foram agrupados os nomes que estão entre os mais citados durante o atual momento da política brasileira. O número de acessos em cada artigo ao longo dos últimos seis meses foi colocado lado a lado e reflete a popularidade de cada um deles. Estão lá os presidentes, deputados,  senadores, empresas e outras biografias que tem aparecido na mídia por algum motivo relacionado à política e que causa interesse dos leitores.

 

Confira o registro dos acessos aos artigos da Wikipédia ligados aos eventos mais recentes da política brasileira.

oie_0C7cgCqfhQfe

Captura de imagem com o número de acessos registrados de acordo com os últimos meses.

Um uso curioso dessa ferramenta foi sugerido num estudo de 2013 do Los Alamos National Laboratory no Novo México, Estados Unidos. Segundo esse estudo, é possível prever surtos de doenças infecciosas, como a dengue no Brasil ou a gripe pelo Influenza nos EUA.

A Wikipédia gera informação de todo o tipo através de seus verbetes e essa é sua principal função e mais conhecida. Entretanto, suas funcionalidades secundárias ainda são pouco exploradas, o que tem mudado recentemente. A maior enciclopédia do mundo tem sido cada vez mais estudada por mestrandos e doutorandos, especialmente com relação ao seu lado social e interação entre colaboradores. O que o acesso aos artigos podem nos dizer, como a experiência de interação entre voluntários da Wikipédia pode servir de exemplo para demais redes, são alguns dos campos de estudo a serem explorados.

Publicado em Brasil, Política | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Marina Lima se irrita com edição da Wikipédia e xinga editor

Marina Lima se irritou com informação inserida em seu artigo na Wikipédia. Editores sem conta alteraram a página da cantora e trocaram o local de nascimento do Rio de Janeiro para o Piauí.

A confusão no artigo foi motivada por uma informação, aparentemente, incorreta neste artigo de Nelson Mota publicado no ano passado. Nele, é informado que a cantora nasceu no Piauí e isso foi usado como fonte para a inserção da informação na enciclopédia.

Fosse na Wikipédia, o artigo estaria corrigido.

Em seu direito de contestar o conteúdo falso, a cantora pediu, em seu Twitter, que a alteração daquela informação específica fosse proibida e chegou a ser agressiva com um dos editores que estava recolocando a informação com base na fonte apontada, a ponto de usar de ameaças judiciais. Em meio a algumas reversões e proteção da página, o caso foi resolvido após contestação da cantora e com o uso de outras fontes que informam que ela, de fato, nasceu no Rio de Janeiro.

Lembro que a Wikipédia trabalha através da permissão da edição de forma aberta, como muitos sites de edição aberta, mas tais edições são sujeitas a revisão posterior por diversos usuários que monitoram as alterações em todas as páginas.

Publicado em biografias, Brasil, Twitter | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Comissão Parlamentar de inquérito: um abuso de espaço público

A Wikipédia, como todos sabem, é um projeto colaborativo. Isso quer dizer que vários usuários trabalham juntos e é esperado que diversas decisões sejam tomadas na base da discussão entre eles. Para isso, existem espaços específicos com foco limitado em propor uma nova regra ou discutir um determinado artigo, ou discutir a eliminação de páginas, etc.

Quando este foco não é obedecido nesses espaços (propositalmente ou não), existe uma expressão que usuários da Wikipédia usam para identificar o problema e tentar interrompê-lo, que é o chamado “Abuso de espaço público“.

Além do fato de que a pessoa inquirida numa CPI pode simplesmente se calar em respeito ao seu direito de não fornecer provas contra ela mesma, mesmo quando existe o interesse em falar, podem ser usadas diversas estratégias para prolongar o debate, perder o foco e desviar a discussão de um desfecho resolutivo.  Isso torna a discussão improdutiva e todos os recursos usados para mantê-la são desperdiçados. Cabe, portanto, uma autorregulação dos responsáveis pela discussão, a fim de evitar tal desperdício.

Na Wikipédia, os editores são responsáveis por praticamente todo funcionamento do projeto. Além de editar, as regras são discutidas, aprovadas, negadas com a participação deles. Usuários que usam tais subterfúgios para desviar uma discussão de forma persistente, são informados por seus pares sobre seu comportamento errado e, no início, há um pedido para que ataques pessoais ou qualquer desvio de foco seja interrompido e que a argumentação seja baseada apenas no assunto em pauta. É possível, em caso de persistência e real dano à discussão, que determinado usuário seja impedido de editar caso os avisos não sejam suficientes, de forma que a discussão possa se continuar sem desvios.

No vídeo acima, ocorre um princípio de confusão numa CPI, de forma que o debate se perde e as palavras ficam ininteligíveis. Solicitar que os participantes ajam com civilidade, como foi feito aqui e é também feito na Wikipédia, é algo que traz de volta a compreensão da palavra e a permissão para que cada um se manifeste de modo a ser compreendido por outros.

Abaixo, um caso em que não houve atenção para a civilidade por parte dos participantes e que acaba desviando o foco do debate para discussões incompreensíveis, gritaria, defesas sobre a própria honra, etc. Enfim, perda de tempo, dinheiro e demais recursos públicos.

 

Fica a esperança de que parlamentares usem o exemplo da Wikipédia, que nem sempre é capaz de evitar todos os desvios de foco, mas possui regras de comportamento que poderiam ser aproveitadas em outros espaços. De outra forma, a comissão acaba por incentivar que mais piadas sobre ela apareçam:

Publicado em Brasil, Humor, Política, Sem categoria | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Servidores do governo usados para vandalizar a Wikipédia

Logo_Governo_CollorVocê já deve ter ouvido falar de que alguns endereços de IP andaram editando a Wikipédia há algum tempo. Algumas edições são válidas; outras podem ser consideradas parciais ou feitas em conflito de interesse, mas nem sempre é possível perceber se há mesmo má fé nas ações ou se tais erros são mesmo propositais.

Esse post é dedicado às ações claramente negativas feitas através de servidores governamentais, que, sem dúvida nenhuma, podem ser consideradas vandalismo.

De acordo com o jargão da Wikipédia, “vandalismo” é qualquer ação feita com clara intenção de reduzir a qualidade de uma página. As edições a seguir foram aleatoriamente selecionadas por terem sido feitas por diferentes servidores do governo e se enquadrarem nessa classificação. Algumas delas poderiam ser consideradas cômicas se fossem feitas em um blog de humor o algo do tipo e se não estivéssemos falando de órgãos do governo brasileiro estragando artigos da maior enciclopédia do mundo.

A Dataprev é uma empresa pública brasileira vinculada ao Ministério da Previdência Social. Além de suas atividades que colaboram para manter o equilíbrio no nosso sistema previdenciário, ela colaborou com a humanidade ao incluir a informação de que a “Patologia é a historia do pato”.

dataprev

Ação feita por um IP do Dataprev.

 

O Ministério Público Federal do Brasil é uma instituição essencial à função jurisdicional do Estado. O que nem todos sabem é a função de divulgar o trabalho sensacional de Vitor, esse cara show de bola que todos deveriam conhecer.

vitorbarb mpf.png-large

Ação feita por um IP do Ministério Público Federal.

O Senado Federal faz parte do poder legislativo do Brasil ao lado da Câmara dos Deputados. Seus funcionários também estão presentes na Wikipédia editando verbetes de senadores.

senado

Uma das ações feitas através de um IP do Senado. Solicitando ajuda após tentar remover conteúdo referenciado.

O conteúdo que o IP acima refere ter tentado remover é este e faz referência à citação do senador Paulo Rocha pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados na abertura de investigação sobre um suposto envolvimento no “Mensalão”. Inclusive, a fonte usada na Wikipédia era a própria Câmara dos Deputados.

Algo parecido já havia sido feito também por um IP do Senado no artigo do senador Romero Jucá ao tentar remover informações negativas sobre o senador, já havia acontecido no artigo de Gleisi Hoffmann ao tentar remover informações relacionadas à Lava Jato, ou no artigo do senador Magno Malta ao tentar remover informações sobre o Escândalo das Sanguessugas, mesmo elas estando comprovadas por fontes confiáveis. Alguns desses IP’s do Senado chegaram a ser bloqueados por persistência nessas práticas.

A Wikipédia não é um perfil onde colocamos apenas as boas informações sobre as pessoas. Se alguém comprovadamente fez algo de bom ou ruim que tenha relevância para ser colocado numa enciclopédia, isso é passível de ser inserido no artigo sem fazer juízo de valor; apenas atestando o fato. As regras da Wikipédia são bastante rígidas com relação a esse tipo de conteúdo e a presença de uma fonte confiável é o mínimo exigido.

Difícil entender qual a motivação dessas pessoas. Elas deveriam estar trabalhando por nós em algo produtivo. Além de estarem vandalizando a Wikipédia usando recursos pagos por nós, estão usando seu tempo de serviço pago por nós para isso.

Fica a sugestão de acompanhar a conta BRWikiEdits no Twitter que mostra edições de endereços ligados ao governo e a torcida para que menos ações assim se repitam com nosso dinheiro sendo usado para fins apropriados.

 

Publicado em Brasil, Política | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

Enem, feminismo e Simone de Beauvoir: Um caso de rótulo odioso

Se você esteve presente nas redes sociais nas últimas semanas, deve ter acompanhado o “furor” que gerou uma questão do Enem que citou uma frase da filósofa francesa Simone de Beauvoir. A frase gerou muita discussão e divergência de opiniões em, basicamente, dois polos de argumentação. Toda essa mobilização serviu de palco para acontecimentos, no mínimo, estranhos que foram desde vereadores querendo anular a questão a promotor classificando a filósofa como “baranga francesa”.

Simone de Beauvoir. Imagem tirada do livro "Historia de la Literatura Argentina Vol I, II y III". Domínio público.

Simone de Beauvoir. Imagem tirada do livro “Historia de la Literatura Argentina Vol I, II y III”. Domínio público.

O caso também esteve ligado à Wikipédia. Talvez a ideia de que qualquer um pode editar passe a impressão errada sobre a Wikipédia de que qualquer um pode fazer qualquer coisa nela.  Alguns editaram a Wikipédia colocando suas opiniões sobre a filósofa, em desrespeito às regras da enciclopédia sobre neutralidade de artigos. Para a maior parte dos editores da Wikipédia, o que aconteceu ali foi muito próximo do corriqueiro. Quer dizer, algo chama atenção da mídia. As pessoas buscam saber sobre esse algo e chegam à Wikipédia, aumentando o número de visualizações desse algo. Algumas delas editam o verbete sobre esse algo. Entre essas edições, pode haver edições boas e outras que não seguem as regras. Editores regulares (geralmente) percebem essas alterações ruins e, com um ou dois cliques, as desfazem. Até aí, nada de muito incomum no nosso meio, mas às vezes esses casos viram notícia.

Depois de várias edições no artigo, entre usuários que inseriam informações duvidosas e usuários que as retiravam, o verbete foi protegido e, até um certo momento, permaneceu com o mesmo conteúdo que havia antes do início de toda a polêmica. As informações duvidosas eram, geralmente, conteúdos que não haviam sido publicados anteriormente por fontes confiáveis. Chama atenção o fato de que boa parte do conteúdo estava “referenciado”. Quer dizer, havia uma referência sendo indicada, mas o conteúdo inserido não era condizente com o que a referência dizia, o que não demorou a ser percebido por revisores.

Eu considero que foi um bom exemplo de funcionamento da enciclopédia, especialmente em se tratando de algo bastante difícil de ser feito, que é manter a informação imparcial. Fatos assim permitem informar aos leitores que nem tudo pode ser feito na Wikipédia e existe revisão de conteúdo, discussão entre editores sobre as edições, bloqueio de contas, proteção de artigo, entre outros.

Por fim, com interesse de tirar algum proveito de toda essa confusão, gostaria de indicar este artigo da Wikipédia. O artigo é sobre diversos estratagemas descritos por Arthur Schopenhauer e, entre eles, está uma falácia chamada “rótulo odioso”, que é descrita no artigo como “Estratagema que visa reduzir uma afirmação do adversário ‘a uma categoria geralmente detestada'”.

Isso foi usado por muitas pessoas no caso como tática para desacreditar a opinião da filósofa, através uma “tentativa de querer destruí-la como ser humano em vez de questionar cientifica e politicamente sua obra dentro das condições históricas a qual estava submetida.”, como disse Djamila Ribeiro em artigo sobre assunto.

Não estou defendendo, nem sendo contra nenhuma das partes; apenas defendo que pelo menos tenhamos um debate justo, sem usar de argumentos falaciosos para tentarmos sair vitoriosos dele sem razão.

PS: Passar a falar da vida de Schopenhauer para desacreditar este artigo seria engraçado.

Publicado em Brasil, Enem, Feminismo, Imprensa | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Projetos de lei ameaçam a liberdade de expressão na internet

Sob o pretexto de permitir a alguém o “direito ao desaparecimento”, o Brasil está prestes a aprovar leis que podem colocar em risco a liberdade de expressão na internet.

À primeira vista, a ideia parece ser boa. Retirar informações caluniosas, textos agressivos e criminosos, pode ser benéfico na maior parte dos casos em que a internet é usada para cometer crimes de injúria. Entretanto, na verdade, a afirmação de que as leis oferecerão um “direito” é apenas um eufemismo para permitir censura e esconder parte importante de nossa história, que, infelizmente, está repleta de ações negativas de pessoas públicas e  podem ser ocultadas sob a imprecisa alegação de serem “difamatórias”. Na Europa, a lei foi aplicada de forma mais branda, pois permite apenas que buscadores como Google e Bing não mostrem determinados conteúdos nos resultados da busca. Além disso, pessoas públicas não são atingidas por essa lei.

Já no Brasil, os projetos de lei não se limitam a esconder resultados de buscadores, mas pretendem apagar a informação por completo. Ainda, pessoas públicas, como presidentes, senadores, entre outros, também poderão ter sua história apagada caso elas sejam aprovadas.

rsz_1sem_título

Diferenças entre o projeto brasileiro e o da União Europeia

Infelizmente, parece que essas leis estão em vias de serem aprovadas. Ontem, a Câmara aprovou o projeto de lei 215, responsável por garantir o “direito ao esquecimento” no Brasil. Para que a lei entre em vigor, ela ainda precisa ser aprovada em plenário para ser enviada ao Senado.

Na Wikipédia, editores discutem sobre a necessidade de realizar um protesto para impedir a aprovação dessas leis. Uma das medidas de protesto em discussão é o apagão por completo da Wikipédia em português por um período de 24 horas. Isso poderia informar aos leitores sobre os projetos que estão em tramitação sem que a maioria deles saibam e como isso pode trazer danos à liberdade de expressão na internet no Brasil.

Divulgar essas informações e permitir que a população tome conhecimento daquilo que certamente ela não quer que aconteça é uma forma de parar com essa tentativa de formalização da censura no Brasil.

Compartilhe como puder… enquanto ainda pode.

 

Publicado em Brasil, Liberdade de expressão, Política | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Realizada editatona em Salvador voltada para as mulheres

Neste sábado, 18 de julho, foi realizada uma maratona de edição (editatona) na capital da Bahia, Salvador. O evento foi organizado por Geisa Santos e Raylton Sousa e teve apoio do Raul Hacker Club.

A editatona foi dedicada a criar e melhorar verbetes sobre mulheres que se destacaram na história. Eventos desse tipo buscam aumentar participação de mulheres editando na Wikipédia, que é menor em comparação com os homens. Esse fato repercute nos temas que são verbeteados na enciclopédia, que tendem a referir mais o universo masculino e menos o feminino.

Na minha visão como participante, o evento foi positivo, especialmente ao ver o interesse das mulheres em aprender sobre a edição na Wikipédia, seu cuidado em buscar referências e levar ao artigo informação após uma busca criteriosa. Além disso, a proposta de realizar eventos similares periodicamente foi muito bem recebida e acredito que haverá continuidade e frutos ainda melhores nos próximos eventos.

Agradeço a todos que participaram!

Confira fotos do evento (por Geisa Santos):

image

image

*Página da editatona na Wikipédia
*Evento no Facebook

Publicado em Brasil, Eventos da Wikimedia, Gender gap | Marcado com , , , | Deixe um comentário