Enem, feminismo e Simone de Beauvoir: Um caso de rótulo odioso

Se você esteve presente nas redes sociais nas últimas semanas, deve ter acompanhado o “furor” que gerou uma questão do Enem que citou uma frase da filósofa francesa Simone de Beauvoir. A frase gerou muita discussão e divergência de opiniões em, basicamente, dois polos de argumentação. Toda essa mobilização serviu de palco para acontecimentos, no mínimo, estranhos que foram desde vereadores querendo anular a questão a promotor classificando a filósofa como “baranga francesa”.

Simone de Beauvoir. Imagem tirada do livro "Historia de la Literatura Argentina Vol I, II y III". Domínio público.

Simone de Beauvoir. Imagem tirada do livro “Historia de la Literatura Argentina Vol I, II y III”. Domínio público.

O caso também esteve ligado à Wikipédia. Talvez a ideia de que qualquer um pode editar passe a impressão errada sobre a Wikipédia de que qualquer um pode fazer qualquer coisa nela.  Alguns editaram a Wikipédia colocando suas opiniões sobre a filósofa, em desrespeito às regras da enciclopédia sobre neutralidade de artigos. Para a maior parte dos editores da Wikipédia, o que aconteceu ali foi muito próximo do corriqueiro. Quer dizer, algo chama atenção da mídia. As pessoas buscam saber sobre esse algo e chegam à Wikipédia, aumentando o número de visualizações desse algo. Algumas delas editam o verbete sobre esse algo. Entre essas edições, pode haver edições boas e outras que não seguem as regras. Editores regulares (geralmente) percebem essas alterações ruins e, com um ou dois cliques, as desfazem. Até aí, nada de muito incomum no nosso meio, mas às vezes esses casos viram notícia.

Depois de várias edições no artigo, entre usuários que inseriam informações duvidosas e usuários que as retiravam, o verbete foi protegido e, até um certo momento, permaneceu com o mesmo conteúdo que havia antes do início de toda a polêmica. As informações duvidosas eram, geralmente, conteúdos que não haviam sido publicados anteriormente por fontes confiáveis. Chama atenção o fato de que boa parte do conteúdo estava “referenciado”. Quer dizer, havia uma referência sendo indicada, mas o conteúdo inserido não era condizente com o que a referência dizia, o que não demorou a ser percebido por revisores.

Eu considero que foi um bom exemplo de funcionamento da enciclopédia, especialmente em se tratando de algo bastante difícil de ser feito, que é manter a informação imparcial. Fatos assim permitem informar aos leitores que nem tudo pode ser feito na Wikipédia e existe revisão de conteúdo, discussão entre editores sobre as edições, bloqueio de contas, proteção de artigo, entre outros.

Por fim, com interesse de tirar algum proveito de toda essa confusão, gostaria de indicar este artigo da Wikipédia. O artigo é sobre diversos estratagemas descritos por Arthur Schopenhauer e, entre eles, está uma falácia chamada “rótulo odioso”, que é descrita no artigo como “Estratagema que visa reduzir uma afirmação do adversário ‘a uma categoria geralmente detestada'”.

Isso foi usado por muitas pessoas no caso como tática para desacreditar a opinião da filósofa, através uma “tentativa de querer destruí-la como ser humano em vez de questionar cientifica e politicamente sua obra dentro das condições históricas a qual estava submetida.”, como disse Djamila Ribeiro em artigo sobre assunto.

Não estou defendendo, nem sendo contra nenhuma das partes; apenas defendo que pelo menos tenhamos um debate justo, sem usar de argumentos falaciosos para tentarmos sair vitoriosos dele sem razão.

PS: Passar a falar da vida de Schopenhauer para desacreditar este artigo seria engraçado.

Anúncios

Sobre Teles

Teles é voluntário da Wikipédia desde 2007, administrador, verificador de contas e supervisor da Wikipédia em português. É também Steward pela Wikimedia Foundation e participa de atividades pela Wikipédia, como oficinas e maratonas de edição, entre outros eventos sobre a Wikipédia. Na vida real, é médico e filho da Luiza.
Esse post foi publicado em Brasil, Enem, Feminismo, Imprensa e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s